quarta-feira, 14 de abril de 2010

Janeiro


Não quero o dia de hoje
Quero um dia de janeiro
Você deitado
E eu no teu seio
Sol e nós
A iluminar o dia.

A felicidade de um janeiro qualquer
a simplicidade e macieza
de um dia qualquer de janeiro.

5 comentários:

marlene disse...

Puxa, depois de alguns meses, eis um novo poema publicado. Fruto de uma folguinha por conta do feriado na cidade onde moras, é? ;-)
beijinho!

juliano machado disse...

Olha que gostoso. É impressão minha ou isso dá uma canção? Uma bossa? Poxa, fica meu pedido de que alguém musique este belo poema.

beijo.

Ju disse...

Também não quero o dia de hoje!
<=(

caminhante disse...

"dias de janeiro, caaaalor demais"

Kat disse...

Janeiro tá chegando!!!